quarta-feira, 23 de setembro de 2009

16/04/09 - Japorã - MS




Japorã é a cidade sul matogrossense de menor Índice de Desenvovimento Humano (IDH), segundo a ONU.

Possui 7.362 habitantes e é este ponto vermelho lá embaixo no mapa, quase divisa com o Paraguai.


Depois de 18 meses, esta era a última cidade beneficiada pelo Projeto, nesta Fase I - Brasil.

Os sentimentos se misturavam. No começo havia uma certa anestesia, parecia que nem mesmo nós estávamos tendo a real noção da dimensão do que estávamos vivendo: estávamos próximos da "faixa de chegada"!

A chegada foi cercada pela curiosidade habitual.

Fomos recebidos pelo Secretário Municipal de Educação, mas a Secretária de Saúde se recusou a nos receber, o que comprometeu os atendimentos que seriam realizados na área de mais difícil acesso da região, numa aldeia indígena.

Nesta altura do campeonato, a única coisa que não suportávamos era o descaso de certas autoridades. Aliás está foi a quinta (e última) vez que isto aconteceu.

Fomos até a Escola Estadual Japorã onde encontramos diretores e professores muito interessados em receber a palestra, e nos atenderam com respeito e atenção.
Muito obrigado!

E aqui nos despedimos da nossa "companheira solitária", adquirida com a ingestão de carnes de porco e vaca mal cozidas.

E também é de mão em mão que muitas doenças são transmitidas.

Lembramos que o "Amarelão, pega no chão".

E não havia como esquecer da ascendência indígena.

No final, uma salva de palmas calorosas e sorrisos sinceros nos deixaram emocionados!

Neste momento de encerramento, o maior sentimento era de VITÓRIA!

15 comentários:

Mário Augusto disse...

Parabéns pelo belo trabalho resgatando a cidadania dos esquecidos do governo brasileiro
Mário Augusto

http://alagoasreal.blogspot.com/2009/09/medicos-da-terra-uma-ong-que-vale-pena.html

renato_cesar_164 disse...

Realmente é revoltante o descaso das autoridades públicas. É por isso que iniciativas como a de vocês, ou até mesmo de dimensões menores devem ser tomadas pro mais gente. Se eles não fazem, a gente faz!

Fabio disse...

Gostei muito do trabalho de vocês. Parabéns. Espero poder participar um dia também.

Abraços!!

J.M. disse...

Acabei de ver voces no Jo, fiquei muito feliz de ver o projeto de voces. Tenho algo parecido. Uma organizacao chamada Hummer Expeditions, site www.hummerexpeditions.com rodamos o mundo inteiro com um Hummer, conhecendo e documentando as culturas. Temos trabalho social tambem, ajudamos varios orfanatos no mundo todo. Mais uma vez parabens pelo trabalho, voces sao seres humanos muito raros nos dias de hoje. Abracos!
Qualquer coisa estou as ordens alanvla@gmail.com

Sebastião disse...

Quero apenas parabenizar pela linda iniciativa de vocês. Não vejo esse mesmo entusiasmo em estudantes de Medicina, meus colegas, que, pelo menos no início do curso, poderiam ter um pensamento mais humano. Mas a Escola não nos prepara bem para isso.
Quero muito contribuir um dia para melhoria da humanidade, principalmente em minha cidade de origem que necessita tanto quanto os lugares que vocês visitaram. Sou goiano, mas morei muito tempo em Tucumã-PA, um lugar esquecido pelo gorverno. Perdi dois amigos de infância por falta de uma UTI, envolvidos em acidente de moto, ainda eram menores de idade. Vocês devem conhecer essa realidade das cidades interioranas. Eu mesmo me arriscava andando de moto e sem nenhuma proteção.
Após me formar, quero de alguma forma participar de um projeto como o de vocês. Acho que vou para o exército, é uma boa forma de começar. Mas por enquanto, estou a iniciar o 2º ano. Há muita coisa pela frente. Desejo que vocês continuem com esse projeto bonito e não há motivos para desejar mais felicidades, pois percebe-se o quanto são felizes fazendo bem ao próximo. Parabéns.

Anônimo disse...

Olá doutores! Acabei de vê-los no Jô Soares e gostaria de parabenizá-los pelo trabalho humanitário que fazem nas regiões mais carentes de nosso país. Um belíssimo exemplo que inspira qualquer cidadão, independente da área de atuação, a olhar para o próximo e repensar no conceito da vida. Parabéns!

PAULA BLASTER LOPES disse...

Parabéns a vocês pela iniciativa e pelo êxito!!! Sem dúvida, comprova que o ululante descaso das autoridades públicas é intolerável! Fiquei motivada pelo espírito aventureiro e solidário de vocês e realmente estão servindo de exemplo!!! Devemos abdicar desta inércia de deixar ao encargo das nossas "autoridades". Temos mais de 20 anos de Constituição e as normas programáticas ainda não galgaram eficácia - o que é veementemente lamentável! Mas se essas normas não saem do papel, vamos somar esforços em prol da efetividade e construir uma sociedade mais justa!!! Parabéns mais uma vez!!!

prof. Fabiano Reis disse...

parabéns pelo belissímo trabalho gostei muito da entrevista e resolvir da uma passada aqui para conferir, abraços e felicidades sempre pra vocês.

Thamyres disse...

Nossa que trabalho lindo..fiquei sabendo deste trabalho de voces ontem no jô e vim correndo pra net ver o site que voces deram fiquei muito emocionada pela iniciativa de voces e vim conferir o que voces, no bom sentido claro,aprontatam aqui no meu estado eu nem conehcia esta cidade mas eu vi que voces falaram de verminose e eu como academica do 2 ano de medicina ja tenho uma certa noção de como falta informação para nossa população sobre tal assunto.Parabéns para voces,eu que ja tenho um lado todo voltado para o social depois de ver este trabalho lindo que vcs desenvolveram e desenvolvem eu estou mais engajada ainda em ser uma medica tao importante para sociedade quanto voces.
Abraços !!!!!!!!!!!!
Parabeénsssssssssssssss

Layo disse...

PARABÉNS!!
São médicos como vocês que ainda me fazem acreditar na medicina como uma obra para o outro!
Sou um médico de coração, pq ainda sou um vestibulando, mas espero poder fazer a mesma coisa!
Obrigado.

Layo.

JEANSECAMISETA disse...

É tão bom saber que ainda exitem pessoas como vocês no mundo.É por causa desse "sal" de amor genuino que o mundo ainda não apodreceu de vez. Parabéns!

.Macarenna disse...

Oi muito massa
a iniciativa de vcs ameeii mesmoo!

divulguei no blog
www.macarennah.blogspot.com

beeijos

Ministério disse...

Saúde Não Tem Preço: Medicamentos gratuitos para hipertensão e diabetes
Através do programa Saúde Não Tem Preço, medicamentos para controle de diabetes e hipertensão agora são oferecidos gratuitamente pelo governo na rede de farmácias e drogarias conveniadas à rede Aqui Tem Farmácia Popular.

Estas doenças são responsáveis pela maior causa de mortalidade no nosso país. Ajude-nos a mudar este cenário: Divulgue para seus pacientes a possibilidade de terem o acesso gratuito aos medicamentos e a importância dos hábitos saudáveis para o controle destas doenças.

Saiba mais sobre o programa: (hotsite)
Para outras informações:
comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude

Obrigado,
Ministério da Saúde

Ministério disse...

Saúde Não Tem Preço: Medicamentos gratuitos para hipertensão e diabetes
Através do programa Saúde Não Tem Preço, medicamentos para controle de diabetes e hipertensão agora são oferecidos gratuitamente pelo governo na rede de farmácias e drogarias conveniadas à rede Aqui Tem Farmácia Popular.

Estas doenças são responsáveis pela maior causa de mortalidade no nosso país. Ajude-nos a mudar este cenário: Divulgue para seus pacientes a possibilidade de terem o acesso gratuito aos medicamentos e a importância dos hábitos saudáveis para o controle destas doenças.

Saiba mais sobre o programa: (hotsite)
Para outras informações:
comunicacao@saude.gov.br ou www.formspring.me/minsaude

Obrigado,
Ministério da Saúde

Denize Vieira disse...

Prezados doutores
Assisti ao video do casal no Jô e ouvi falar sobre a sindrome de reiter. Tenho um filho médico que também contraiu essa sindrome, mas não teve a mesma sorte e há quase 2 anos sofre com essas dores. Gostaria que me enviasse algumas informações a mais para que eu passe para ele.
jornalista.denizevieira@hotmail.com.
Abraços e parabens pelo lindo trabalho que fazem.
Denize